Resenha - Ladrão de Olhos

“Para vocês que não conhecem nada sobre crianças cegas, saibam que são os melhores ladrões. Crianças que não enxergam possuem um olfato incrível e podem dizer o que já atrás de uma porta trancada mesmo a metros de distância. É claro que a era dos grandes ladrões já terminou faz tempo; hoje restam poucas crianças ladras, cegas ou não. Esta é a verdadeira história do maior ladrão que já existiu. Seu nome, como você provavelmente já adivinhou, é Peter Nimble.”
Ladrão de Olhos conseguiu me encantar de forma que poucos livros conseguiram. Com um gostinho inegável de infância o livro fará com que os leitores de todas as idades sejam conquistados pelas aventuras de Peter Nimble, assim como aconteceu comigo.

Peter Nimble foi encontrado por marujos quando bebê enquanto boiava em um cesto ao lado de um corvo que, segundo se presumia, bicara seus olhos deixando o menino cego. Sendo órfão e cego o garoto não teria muitas chances de sobreviver, mas Peter sobreviveu e, além disso, conseguiu se tornar o maior ladrão de todos os tempos.

Não existia um único cadeado que Peter não conseguia abrir. E essa é apenas uma das muitas habilidades que o garoto coseguiu com a ladroagem. Entretanto, Peter sabia que roubar era errado e nem mesmo gostava de fazê-lo, mas era obrigado pelo cruel Sr. Seamus que o mantinha trancado durante o dia e a noite o mandava roubar pessoas de bem.

Mas a vida de Peter é completamente transformada quando o garoto rouba de um caixeiro-viajante uma misteriosa caixa, contendo o maior tesouro que o menino encontrou em toda a sua vida.
“Peter tocou o buraco da chave e um tremor percorreu todo o seu corpo. Soube que ali se concentrava o odor que sentira antes, algo mais raro que todas as riquezas ao redor. Ao contrário de chapéus baratos, a caixa parecia de fato ter vindo de outro mundo – de um lugar além dos limites do mapa.”
Surpreendente do início ao fim Ladrão de Olhos é o tipo de livro que inicialmente parece possuir uma premissa simples, mas que aos poucos vai crescendo e se tornando uma história de proporções épicas, deixando qualquer leitor completamente envolvido com a leitura. Mesmo sendo um livro infantil é impossível não ser completamente fisgado pelas aventuras de Peter Nimble, herói principal desta fantástica história.

Um dos meus pontos favoritos do livro foi, sem dúvida, a narrativa usada pelo autor. O narrador “conversa” com o leitor, fazendo com que tenhamos uma experiência de leitura ainda mais prazerosa e aconchegante. Mas a verdade esse é apenas mais um pedaço de todo um conjunto que torna Ladrão de Olhos um livro inesquecível.

Tendo um sorriso no rosto durante quase toda leitura torci, fiquei angustiado e principalmente, me emocionei durante todo o livro. Temos vários momentos extremamente bonitos que, além de nos fazer recordar de nossa infância, faz com que voltemos a conhecer aquela pureza que existe apenas em uma criança.

Ladrão de Olhos será, sem dúvida alguma, um livro que lerei para meus filhos me deliciando mais uma vez com está incrível aventura que se torna ainda mais gostosa ao observarmos o fantástico trabalho da Editora LeYa na diagramação do livro. Recomendo a leitura a todos, sejam crianças, jovens ou adultos. Tenho certeza que você não irá se arrepender após conhecer essa deliciosa e inesquecível aventura.

0 comentários:

Postar um comentário