Balanço Literário: Março


É hora de mais um Balanço Literário, a coluna onde falo sobre os livros que li no último mês.

Em março foram apenas quatro livros, mas mereço um bom desconto, afinal, um deles foi O Temor do Sábio, que tem “apenas” 960 páginas. Sem falar na faculdade, que consome 90% do meu tempo. Então deixemos de conversa e vamos ao balanço.

"Àquela altura da minha vida eu ganhara reputação modesta. Não, isso não é totalmente verdadeiro. É melhor dizer que eu havia construído minha reputação."
Esse foi o primeiro livro que li no mês, e como eu já falei, demorei muito para terminá-lo, já que minhas aulas começaram e fiquei com pouquíssimo tempo de ler, sem falar que ele é gigante.

Apesar de ter achado ele um pouco mais cansativo que O Nome do Vento, O Temor do Sábio é fantástico. Podemos revisitar muitos dos personagens visto no primeiro volume e conhecer muitos outros. Também conhecemos muitas outras coisas sobre o mundo criado por Patrick Rothfuss.

Aguardem a resenha.

“Estou ciente de que você deve ter uma série de perguntas sem respostas. Afinal, não é todo dia que um dragão o escolhe para se tornar um Cavaleiro e então estranhos o arrancam de sua família e o levam para um voo sobre a Alagaësia e além. "
Fazia bastante tempo que tinha vontade de ler O Guia da Alagaësia de Eragon, e finalmente consegui ler esse mês. O livro é lindo, cheio de figuras e objetos da Alagaësia, para quem é realmente fã do Ciclo A Herança essa é uma leitura indispensável.

A única coisa que realmente me incomodou um pouco é que ele poderia ter muitas outras informações que foram deixados de lado. Mas como citei na resenha, isso não é um grande problema.

"Sua inteligência fria e precisa, porém admiravelmente equilibrada, abominava todas as emoções, em especial o amor. Acredito que Sherlock Holmes seja a máquina de observar e raciocinar mais perfeita que o mundo já conheceu."
Apesar de ser um grande fã do detetive Sherlock Holmes esse foi apenas o segundo livro dele que tive a oportunidade de ler. Lançado pela Martin Claret o livro reúne doze contos.

Foi uma leitura rápida e fluida. Uma coisa que me chamou a atenção foi a simplicidade de alguns contos. Eu próprio cheguei a imaginar uma solução que se aproximou bastante da verdadeira para alguns dele, mas claro, sem todo o poder de dedução de Holmes.

"Então viu.
Na fileira de baixo, o segundo anúncio da direita para esquerda. Dizia: "Faço tudo!" O telefone era 0900-DESEJOS. [...]
A mulher da foto era Kathy Culver.
Myron sentiu um calafrio percorrer seu corpo."
Fechei o mês lendo Quebra de Confiança, do autor Harlan Coben. Esse é o primeiro livro da série centrada no personagem Myron Bolitar.

O livro é ótimo, prende o leitor do início ao fim, mas uma das coisas que me arrependo foi não ter seguido a ordem cronologia da série Myron Bolitar (na medida do possível, claro, já que a Editora Arqueiro não seguiu esse ordem ao lançar os livros). Deixarei para falar melhor sobre isso na resenha do livro, que deve sair na próxima semana.

0 comentários:

Postar um comentário