Top 5: Me abraça?!

Sei que muita gente se emociona facilmente enquanto lê alguma estória emocionante e admito, sou desses. Por isso resolvi escolher cinco livros de depois que terminei de ler precisava urgentemente de um abraço ou de alguém para me consolar diante do choque de ver algo acontecendo com um de meus personagens favoritos.

E claro, esse Top 5 é baseado em minhas experiências literárias, então aproveitem os comentários e façam o de vocês também, ok?! Vamos lá!


Acho que Marley e Eu dispensa comentários. Todos já viram ao menos o filme, e irão concordar comigo: Não tem como não se emocionar ao conhecer a história do pior cão do mundo.

Primeiramente por que é impossível não amar o Marley. O conhecemos apenas como um filhotinho e o vemos se tornar em um verdadeiro furação de quatro patas. Apegamos-nos a ele tanto quanto John e Jenny, e os momentos finais da obra são dolorosos para qualquer um que a leia. E é por isso que o livro fica com a quinta posição desse Top 5.
"Poderíamos ter comprado um pequeno iate com o que nós gastamos com o nosso cachorro e tudo que ele destruiu. Mas, me pergunto: quantos iates ficam esperando junto a porta o dia inteiro até você voltar? Quantos vivem esperando a chance de subir no seu colo ou descer a colina com você em um tobogã, lambendo o seu rosto?"

Engraçado perceber que uma estória que comecei a ler de maneira tão preguiçosa conseguiu me emocionar tanto com seu final. Mas não foi só emocionar, pois eu chorava de soluçar!

Durante a leitura nos afeiçoamos de maneira especial a cada um dos personagens, que são construídos de maneira fantástica, e é isso que torno o final de A Menina Que Roubava Livros tão impactante ao leitor e também é isso que deu ao livro o quarto lugar.

E para quem ainda não teve a oportunidade de ler a obra sugiro que leia assim que possível, afinal, “Quando a morte conta uma história, você tem de parar para ouvi-la.”
Odiei as palavras e as amei,
e espero tê-las usado direito.


Terminei de ler O Nome do Vento há algumas semanas e ainda não tem resenha no blog, pois não sei como começar a falar dele. O livro é simplesmente sensacional, fica claro o domínio do autor sobre o mundo que descobrimos no livro, mas principalmente em seu personagem principal, Kvothe.

Foram necessárias pouco mais de cem páginas para que O Nome do Vento me fizesse derramar as primeiras lágrimas. A obra possui momentos incrivelmente tristes, e o modo como a estória é contada, pela boca do próprio Kvothe, só torna esses momentos mais dolorosos ainda.
"Precisava fazê-los saber que não podem me ferir. Aprendi que a melhor maneira de a pessoa ficar segura é deixar os inimigos cientes de que não podem feri-la."
O Diário de Suzana Para Nicolas foi um dos últimos livros que li em 2011 e ao iniciar a leitura não imaginava que o livro iria se tornar um dos meus favoritos.

É emocionante acompanhar toda a história de amor de Matt e Suzana, e doloroso observar o sofrimento de Kate ao ler aquele diário. Mas o pior de tudo vem mesmo nos momentos finais da obra, quando o James Patterson mostra que não tem pena de seus leitora e estraçalha nosso corações.
Talvez este diário explique as coisas melhor do que eu jamais conseguiria explicar.Se puder, leia-o.É sobre minha mulher, meu filho e eu.Preciso avisá-la, porém, de que algumas partes provavelmente serão difíceis de suportar.
Nunca planejei me apaixona por você, mas me apaixonei."
O primeiro lugar não poderia ser outro. Simplesmente não poderia, assim como muitos, cresci lendo Harry Potter e ver a saga concluída, com Harry Potter e as Relíquias, já é motivo o bastante para derramar muitas lágrimas durante a leitura.

Mas não foi só isso. Durante a leitura também vemos muitos amigos queridos partirem e isso foi extremamente doloroso, e ainda é, pois até hoje meus olhos se enchem de lágrimas ao lembrar Dobby, Fred, Tonks, Lupin e tantos outros que partiram.

Harry Potter fez e ainda faz parte da minha vida, muitos de meus melhores amigo conheci a partir dessa fantástica saga, e por isso ele ocupa o primeiro lugar desse Top 5.
cicatriz não incomodara Harry nos últimos 19 anostudo estava bem.

0 comentários:

Postar um comentário