Resenha - Bruxas, Bruxos e os Feitiços Mais Cruéis Que Se Podem Imaginar

Bruxas... Algumas são más, terrivelmente más! Outras, nem tanto. E existem ainda algumas que são verdadeiras heroínas.
É uma pena que só se conheçam as más. Elas foram as que ficaram mais famosas na história da humanidade, afinal, fizeram tantas coisas terríveis que é difícil de esquecer. 
Mas existem também as boas. E há os feiticeiros... Quem nunca ouviu falar de Merlin, por exemplo – o mago celta que ajudou o Rei Artur?
Bruxas, Bruxos e os Feitiços Mais Cruéis Que Se Podem Imaginar é o segundo livro da coleção Contos de Fadas da Editora Martin Claret. O livro nos apresenta 10 contos Celtas selecionados por Joseph Jacobs e ainda possui um maravilhoso prefácio escrito por Taís Gasparetti.

Tenho que admitir que não sou muito fã de livros de contos, acho que não faz muito meu estilo, mas Bruxas, Bruxos e os Feitiços Mais Cruéis Que Se Podem Imaginar foi uma agradável surpresa. De início estranhei um pouco, afinal são contos Celtas, bem diferentes dos que estou acostumado, mas passada a impressão inicial apreciei bastante a leitura.

Como já citei, todos os 10 contos contidos no livro foram retirados da cultura Celta, e cada um é bem diferente do outro. Eles apresentam de forma clara nossos lados humanos, como nós podemos ser grandes egoístas, como muitas vezes culpamos outras pessoas injustamente, mas também mostra que temos muitos pontos positivos, como por exemplo, a garra ao lutar por aquilo que desejamos.

Claro que não amei todos os contos, mas gostei bastante da maioria. Para citar alguns cito A Batalha dos Pássaros, A Dama do cavalo e Powel, o príncipe de Dyfed e As mulheres de chifres, que foram alguns dos que mais gostei. E um que não apreciei tanto foi Como Cormac Mac Art foi ao reino encantado.

O livro também possui uma capa muito linda e rica em detalhes que eu particularmente adorei e foi o que me chamou atenção para o livro inicialmente. E também temos uma gostosa surpresa ao folhear as páginas e encontrar várias ilustrações belíssimas, além de outros detalhes que enriquecem, e muito, a diagramação do livro. 

12 comentários:

Zilda Mara Peixoto disse... [Responder Comentário]

O livro realmente é muito bonito,a capa é um detalhe à parte!Eu adoro contos e achei esse livro lindo!
Curti muito a sua resenha!
Bjs!Zilda Mara
Cachola Literária

AndreLuizVsa disse... [Responder Comentário]

Muito legal!Eu ainda não li, mas já tenho o meu, e o que a Martin mandou para sortear :)

André Luiz
www.viajandonoslivros.com

Bruno Herbert. disse... [Responder Comentário]

Também não sou muito adepto de ler contos, acho que não faz muito meu estilo rsrs'

Gostei da sua resenha mas nãos ei se leria o livro, de qualquer maneira, expressou bem sua opinião sobre a leitura.

Parabéns pela resenha, falou tudo de uma maneira bem clara, mostrou os pontos positivos e os negativos, no mais, continue assim. Leia, resenhe e viva a vida de leitor :D

Que Deus te abençoe :D
Bruno Herbert.'
www.vivendolivros.com.br

PS.: O layout esta bacana, desejo sucessos :D

Amanda Mag disse... [Responder Comentário]

Nossaaa rapaz seu blog é muito bom hein.Ja to seguindo e gostando muito.Meus parabéns.


Faz uma visita no meu cantinho?Então é esse aqui:http://livrosecinemasdeamanda.blogspot.com/

Thanks.

Bjinnn...

¯\_(ツ)_/¯

Backstage disse... [Responder Comentário]

Eu gosto de contos por causa da rapidez. Prezo muito isso num livro. Essa capa é muito bonita mesmo, e saber que a diagramação é bem feita, me dá uma vontadezinha de ler...

volte sempre, viu?
jeito-inedito.blogspot.com

• Ӗwerton Ľenildo. disse... [Responder Comentário]

Que demais hahaha
Sério, eu amo tudo relacionado a Celtas, e esse livro ainda traz alguns contos? *O* Tenho que ler. haha
E a capa realmente é muito linda, gostei também. hehe
Sucesso ao extremo XD
Abração .

papeldeumlivro.blogspot.com

Andressa Tomaz disse... [Responder Comentário]

Oi Will!
Também não sou muito fã de contos apesar de nunca ter lido algum direito. Acho que me dá a sensação de que a história fi pouco explorada, não sei porque.
Não sabia que tinha ilustrações nesse livro, parece ser bonita a diagramação mesmo!!

Beijos!

L@r! disse... [Responder Comentário]

Bem,passei minha infância lendo muitos contos. Não sei se conheço algum celta,mas fiquei curiosa pra descobrir.
Gosto muito dos contos,pois,é um meio de conhecer a cultura dos outros países.
A capa do livro é muito bonita mesma,e ainda tem ilustrações dentro O.O sinto cheirinho de infância... XD

Lucas Martins disse... [Responder Comentário]

Gostei bastante da sua resenha. Nem sempre é fácil resenhar um livro de contos. Achei bem interessante este livro. Começando pela capa que eu gostei muito!
Abraço!

danamartins disse... [Responder Comentário]

Como eu falei lá no outro post, não conhecia ainda e vim aqui pra ver sobre o que era. Achei a ideia muito boa, ajuda a "salvar" um outro estilo e reviver certas histórias que dificilmente nós temos contatos. Na primeira oportunidade eu vou querer.

Thaís Cavalcante disse... [Responder Comentário]

Adoro conto de fadas e acho que a Martin Claret acertou em cheio quando lançou este livro! Desvenda muita coisa que achávamos que era a verdadeira história, mas não é!

Amei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
http://www.pronomeinterrogativo.com

Jonas N. disse... [Responder Comentário]

Esse é o tipo de livro que você fica em dúvida se lê ou não, porque eu não gosto de contos, mas amo bruxos e bruxas.

Postar um comentário