Resenha - Em Chamas

"Matar ou morrer. Não há escolha. Na arena, o mais capaz vence. Os Jogos Vorazes continuam!"

Obs: A resenha contém spoilers do primeiro livro da série, Jogos Vorazes.

Em Chamas começa pouco depois de onde Jogos Vorazes parou. A turnê da vitória, uma forma que a Capital arranjou de “manter o terror dos Jogos vivo” mesmo quando este não está acontecendo, está prestes a começar. Katniss e Peeta terão que visitar cada um dos Distritos ficando cara a cara com a família dos tributos mortos na arena e Katniss finalmente terá de lidar com as consequências da “cena das amoras” que tirou ela e Peeta vivos da arena.

Após os Jogos Vorazes Katniss descobre que seu ato na arena foi tomado como uma forma de rebelião, não só pela Capital, mas também pelos outros distritos e após uma visita bastante ameaçadora do Presidente Snow a garota percebe que terá que continuar lutando pela vida mesmo estando fora da arena.

 Além disso, inspirados pela atitude de Katniss alguns distritos ameaçam iniciar levantes e Katniss é a única que pode impedir que isso aconteça. Assim a garota vê que terá de continuar a fingir seu romance com Peeta e convencer a todos que sua atitude na arena não foi um ato de rebelião, mas sim a atitude de uma garota apaixonada, o que desagrada, e muito, seu melhor amigo Gale, que começa a demonstrar outros sentimentos além da amizade para com a garota.

Uma preocupação que eu tinha ao começa a ler Em Chama era se a obra conseguiria ser tão fascinante quando o primeiro volume. Tal dúvida se mostrou sem fundamento logo nas primeiras paginas do livro. Em Chamas trás o que Jogos Vorazes têm de melhor e consegue em alguns pontos até mesmo superar seu antecessor - incluo também nisso a melhora de alguns termos da tradução.

O livro, assim como no primeiro, é dividido em três atos e cada um é tão surpreendente e empolgante quanto o outro, culminando em um final surpreendente e inesperado, que fará com que o leitor deseje avidamente ler o último volume da saga, intitula A Esperança, o mais rápido possível. Mais uma vez foi impossível largar o livro, e é por isso que aplaudo de pé Suzanne Collins, pois não fiquei tão empolgado com uma saga desde Harry Potter.

5 comentários:

Andressa Tomaz disse... [Responder Comentário]

Olá!
Me desculpe, mas não pude ler a resenha já que não li o primeiro livro e tenho muito medo de spoilers!
Apesar disso, sei que o livro é ótimo, já vi muita gente falar que é muito bom!

Agora, sobre outra coisa, esse livro Dragões do Éter, que você está lendo é bom? Já vi na livraria e fiquei curiosa de saber se é ou não!

Beijos!

Livreiro Maluco disse... [Responder Comentário]

Entendo, mas minha dica é: Leia Jogos Vorazes o mais rápido possível, tenho certeza que você não irá se arrepender!

E quanto a Dragões do Éter. Sim, o livro é ótimo!
Ainda estou na pág 113, mas já deu para perceber que é muito legal. E saber que o escritor é brasileiro nos enche de orgulho, já que é uma das muitas provas que temos muitos autores fantásticos incríveis!

Andressa Tomaz disse... [Responder Comentário]

Obrigada pela dica!

L@r! disse... [Responder Comentário]

Esse livro realmente é incrível,pra mim é o melhor dos 3.Fiquei super empolgada lendo,era um acontecimento surpreendente a cada página.E,como todo livro de Suzanne Collins é impossível parar de ler antes de terminar!E eu,como o livreiro,também a aplaudo pé.

Carolina Mello disse... [Responder Comentário]

Eu SOU LOUCA por esse livro. Acho que gostei mais dele do que de Jogos e não vejo a hora de ler A Esperança. Suzanne Collins é uma linda! hahaha

Beijos, Carol.

www.perdidanaestante.blogspot.com

Postar um comentário